terça-feira, 13 de novembro de 2018

A História da Mudança e das Soluções - sessão Ambientar-se 22/11

A História da Mudança | A História das Soluções

22 de novembro de 2018 (quinta) às 21h00
Escola Secundária D. Sancho I, (Rua Barão da Trovisqueira), Vila Nova de Famalicão
Gratuito, entrada livre 

Os cidadãos (e não os consumidores) detêm a chave para implementar mudanças reais para um mundo melhor!

Mais uma sessão AMBIENTAR-SE descentralizada dinamizada pela YUPI – Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário, desta vez na Escola Secundária D. Sancho I.

Serão exibidos dois pequenos filmes do projeto "The Story of Stuff", A História da Mudança e A História das Soluções.

«Nas últimas décadas, muitos esforços de mudança ambiental e social procuraram reflectir na centralidade do consumo na nossa cultura, sugerindo que a mudança pode ser feita - ou é feita de uma melhor forma - através de alterações nos nossos padrões de consumo individuais. 

Estes esforços - comprar produtos de comércio justo e biológicos, usar sacos reutilizáveis, mudar para lâmpadas economizadoras - são uma óptima forma de começar, mas uma péssima maneira de parar, ignorando a verdadeira fonte do nosso poder: juntarmo-nos como cidadãos empenhados. 

Na História da Mudança defende-se que não são os maus consumidores que estão a colocar o nosso futuro em risco, são as más políticas e práticas empresariais. Se queremos realmente mudar o mundo, temos de mudar para além de votar com o nosso dinheiro para exigirmos em conjunto regras que funcionem. 

A História das Soluções explora como podemos orientar a nossa economia para uma direcção mais sustentável e justa, começando por nos orientarmos a nós próprios para um novo objectivo. No actual ""Jogo de Mais"", é-nos dito para apoiar uma economia de crescimento - mais estradas, mais centros comerciais, mais Coisas! - mesmo tendo em conta que os nossos indicadores de saúde estão a piorar, a desigualdade salarial está a aumentar e as calotas polares estão a derreter. 

Mas e se alterássemos o sentido do jogo? E se o objectivo da nossa economia não fosse mais mas sim melhor - melhor saúde, melhores empregos e uma melhor hipótese de sobrevivência no planeta? Não deveria ser isso que ganhar significa?»

***************************************************************************
As sessões AMBIENTAR-SE são uma parceria entre o Município de Vila Nova de Famalicão (Equipa Multidisciplinar de Gestão do Parque da Devesa) e associações locais ligadas à proteção do ambiente, que constam na exibição de um filme de tónica ambiental com debate no final. Estas sessões ocorrerem, por norma, na terceira sexta-feira do mês. Associações parceiras:
AREA - Associação Amigos do Rio Este
Associação Famalicão em Transição
H2Ave - Associação Movimento Cívico para a Dinamização e Valorização do Vale do Ave
VENTO NORTE - Associação de Defesa do Ambiente e Ocupação dos Tempos Livres
YUPI - Associação para o Desenvolvimento Local

Informações: parquedadevesa@vilanovadefamalicao.org / 252 374 184

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Associações debatem agricultura sustentável e cooperação ambiental

O encontro 


visa proporcionar um maior diálogo entre diversas associações e outros interlocutores, em temas relacionados com a intervenção ecoambiental, alimentação e agricultura sustentável, soberania alimentar bem como o reforço da cooperação interassociativa a nível ambiental.

Esta sessão representa a vontade de juntar esforços do movimento associativo que se dedica às questões ambientais, trazendo a debate o problema dos alimentos transgénicos, tão importante e tão distante do grande público, bem como a contaminação ambiental derivada da agricultura química.

O evento é organizado pela Associação Famalicão em Transição e a Campo Aberto - associação de defesa do ambiente com apoio da Câmara Municipal de Vila Nova Famalicão, e ocorre no dia 10 de novembro de 2018, no auditório da Casa do Território,  Parque da Devesa, Vila Nova de Famalicão.

Programa:

14h30 - Receção aos Participantes
15h00 - Abertura   - Município de Vila Nova de Famalicão
15h15 – Tema 1 - Impactos dos organismos geneticamente modificados no ambiente, na agricultura e na alimentação
15h35 - Apresentação dos participantes
15h45 – Introdução
15h50 - Debate
17: 00   Pausa
17:30    Tema 2 - Ambiente e cooperação interassociativa
17:40   Debate
18:50    Conclusões
19:00     Encerramento


quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Mostra de Artes e Design (Escola Camilo Castelo Branco)


Mart.eDESIGN 

Mostra das Artes e do Design 
Subdepartamento de Artes Visuais do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco 

«O Mart.eDESIGN, Mostra de Arte e Design, do Subdepartamento de Artes Visuais do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, é um evento que engloba atividades e projetos desencadeado pelo subdepartamento de artes visuais. 

No ano letivo 18/19 este evento será constituído por vária exposições de arte e design gráfico e de moda, de fotografia e produtos multimédia, mostras de cinema e de animação conferências, workshops e formações na área das artes visuais e produtos multimédia. E irá ser concretizado na mesma semana das artes e design, no dia 29 e 30 de abril, onde serão desenvolvidas atividades de comunicação e de trabalho em oficina. 

Primeiramente, neste ano, o Mart.eDESIGN, Mostra de Arte e Design, irá focar-se exclusivamente em Bauhaus. Bauhaus, uma escola de arquitetura de vanguarda, de design e artes plásticas de renome mundial, que é especialmente reconhecida pela revolução que causou ao nível do estilo moderno e que em abril celebra o 100º aniversário da apresentação pública do Manifesto and Programme of the Weimar State Bauhaus de Walter Gropius

Esta iniciativa pretende dar asas ao mundo artístico, fazer com que o Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco esteja mais ligado a este ramo e que o mérito dos alunos envolvidos seja principalmente reconhecido. 

O subdepartamento de artes visuais encontra-se a formalizar parcerias com diversas entidades externas, de modo a que este evento se desenvolva e se mantenha. Serão, em tempo próprio divulgadas as diferentes ações e expande-se o convite à participação ativa de toda a comunidade. 

Pensamento*Fragmento 
Exposição comemorativa dos 100 anos da BAUHAUS 

Para comemorar este aniversário, dia 13 de novembro, será inaugurada uma exposição “Pensamento*Fragmento”, na qual se vão apresentar trabalhos elaborados pelos alunos do 12º ano de artes visuais, decorrentes da disciplina de Desenho A. 

Esta exposição será revestida de informalidade, não só devido aos espaços informais em que as obras se vão encontrar, mas devido à curiosa disposição dos trabalhos. Os espaços não formais fazem com que os diversos espectadores sejam obrigados a prestar atenção, de forma mais peculiar às obras. E a disposição fragmentada destes, leva a uma diferente conceção da obra desconstruída, e de forma mais minuciosa, permite uma reflexão acerca da ideia de unicidade. Os cubos englobam e dão a vida à obra como uma única peça, mas cada cubo é uma obra em si mesmo

Fonte: email de Margarida Alves, aluna e responsável pela divulgação do protejo

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Workshop Sabão Artesanal - 18 de novembro

A produção própria e caseira de produtos de higiene e cosmética natural é uma opção consciente que nos permite controlar o tipo de produtos que utilizamos diariamente e que nos afectam a diferentes níveis, desde a saúde até à responsabilidade ecológica.

Neste workshop vamos aprender a fazer sabão, de uma forma artesanal e com o recurso a ingredientes de origem natural - uma alternativa mais saudável, mais sustentável e mais ecológica em relação aos que habitualmente encontramos no mercado.

Workshop Sabão Artesanal 
(processo a frio/ cold process)

Com Débora Moura (Mimos da Natureza)

Quando: 18 de novembro 2018,
das 10h30 às 12h30

Onde: Serviços Educativos do Parque da Devesa, Vila Nova de Famalicão

Valor: 10 euros
(sócios da Associação Famalicão em Transição - 8 euros)

Inscrição (obrigatória e limitada, até 16/11): em goo.gl/hpXtii
(Texto: Débora Moura)

domingo, 4 de novembro de 2018

Cozinhar com Amor - resumo

A maneira como nos alimentamos é muito importante para a nossa saúde, mas a maneira como nos sentimos talvez seja ainda mais importante.

Assim começou a sessão Cozinhar com Amor, com Ricardo Novais, dia 4 de novembro de 2018, nos Serviços Educativos do Parque da Devesa.

Ricardo Novaisé licenciado em Farmácia, Naturopata e  especialista em culinária curativa; foi o mentor da loja de produtos saudáveis Erva Limão em Famalicão, é professor na EMAC - Escola de Saúde Integral, no Porto, tem consultório em Famalicão (Ricardo Novais Terapias) e partilha o seu saber no blogue Modus Curandi.

Ricardo falou dos diversos regimes alimentares que atualmente são praticados, analisando do ponto de vista de carências, de vantagens e sempre numa perspetiva de que deveremos tirar partido do melhor de cada um deles e ajustar às nossas necessidades.

A sessão foi muito participada, foi elaborado e provado uma amostra de refeição de pequeno almoço rica em ómega 3; o tempo foi pouco para tanto que havia a dizer e perguntar.

A Associação Famalicão em Transição agradece ao Ricardo Novais pela disponibilidade e partilha, à Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão pela cedência de espaço , e a todos os que participaram na sessão.

Ficam aqui algumas fotos ilustrativas da sessão, e podem ver mais neste álbum.





  

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Cozinhar com Amor - 4 de novembro


Conceitos básicos de alimentação curativa e medicina natural e integrativa.

Dia 4 de novembro 2018,

das 10h30 às 12h30

Local: Serviços Educativos do Parque da Devesa, Vila Nova de Famalicão 

Com Ricardo Novais (Ricardo Novais Terapias Naturais e Complementares)

Valor: 10 euros
(sócios da Associação Famalicão em Transição - 8 euros)

 Inscrição (obrigatória e limitada, até 2/11) em goo.gl/hpXtii 

 Mercê de um estilo de vida moderno, o ser humano passou a estar mais sujeito aos tóxicos externos, provenientes da poluição do ecossistema, da alimentação industrial, processada, e do uso exacerbado de medicamentos e aos tóxicos internos, produzidos pelo organismo quando se encontra em permanente stresse ou bloqueio emocional.

Devemos saber reconhecer os sinais que o corpo evidencia quando começa a ficar sem capacidade de eliminar os excessos.

Devemos estar alertas para os perigos que podem sobrevir dessa intoxicação. É fundamental conhecermos as ferramentas adequadas para favorecer a eliminação dos resíduos acumulados a nível celular e tecidular: as várias dietas - Paleo, FODMAP, vegetariana, vegan, macrobiótica, etc; a desintoxicação e a limpeza dos órgãos emunctórios; a autocura e a regeneração.

Apoio: Município de Vila Nova de Famalicão (cedência do espaço e divulgação)

(Publicado a 25/10, republicado a 30/102018 já com a indicação do local)

domingo, 28 de outubro de 2018

Ambientar-se FLORESTA ETERNA - resumo

No dia 26 de outubro de 2018 ocorreu na Casa do Território, Parque da Devesa, a sessão Ambientar-se com o filme "FLORESTA ETERNA", dinamizada pela Associação Famalicão em Transição.

Esteve presente no debate/tertúlia, em videoconferência,  a realizadora e artista  Evgenia Emets, que  viu premiado este filme no festival de cinema ambiental da serra da Estrela, CineEco 2018, na categoria "Panorama Regional" (no passado dia 21 de outubro).

Após a exibição do belo documentário, um testemunho emotivo e belíssimo da relação das pessoas com a natureza, Evgenia Emets explicou a razão que a levou a fazer o filme, e respondeu às questões presentes.

São também convidados para o debate, Raul Silva e Jorge Morais, representantes da Quercus Aveiro e que apresentaram o Projeto Cabeço Santo, Águeda.

O Projeto Cabeço Santo visa promover a recuperação ecológica e paisagística do Cabeço Santo e a educação para a sustentabilidade, e foi iniciado por volta de 2006 por Paulo Domingues. O trabalho tem sido uma constante, no combate aos eucaliptos e invasoras, plantação e manutenção, nas zonas de cabeço e ribeirinhas, entre outras tarefas, com jornadas de voluntários quinzenais, dinamizados pelo núcleo de Aveiro da Quercus.

A Associação Famalicão em Transição agradece:
  • - à artista Evgenia Emets pela cedência gratuita do filme,  pela presença via Skype e pelo excelente diálogo que proporcionou;
  • - a Raul Silva, dirigente da Quercus Aveiro pela presença, e pela intervenção acutilante e realista sobre a situação (precária) da floresta em Portugal e a força musculada dos lobbies;
  • - a Jorge Morais,  da Quercus Aveiro pela presença, e pela apresentação do projeto de recuperação florestal Cabeço Santo, um excelente exemplo de cidadania ambiental;
  •  - a Jorge Morais, mais uma vez, porque se disponibilizou para traduzir a intervenção da Evgenia
  • -  a Gil Pereira, que se disponibilizou a fazer a tradução, no debate, das intervenções da Evgenia e dirigidas a ela.
  • - à Câmara Municipal e Equipa do Parque da Devesa, designadamente à Inês Carvalho pela disponibilização do espaço e logística e pelo apoio;
  • - aos membros da Associação Famalicão em Transição que colaboraram para que esta sessão fosse possível, designadamente a Fernanda Garcia e a Catarina Oliveira;
  • -  aos meios de comunicação social que divulgaram a sessão, designadamente: Jornal Cidade Hoje, Jornal Vila Nova,  Revista O Instalador, portal GreenSavers;
  • - aos que participaram nesta sessão.
A todos, muito OBRIGADA!  A seguir algumas fotos, mas podem ver mais aqui.