sábado, 29 de outubro de 2011

Curso de Iniciativas de Transição, Sintra

No mês de Setembro participei no Curso de Iniciativas de Transição, em Sintra. Vejam a reportagem de Miguel Leal, que também lá esteve, no blogue Paredes em Transição.

Foi uma fantástica experiência, quer a nível de aprendizagem, de interação e convívio. Aprendemos não só a Transição Exterior, como praticamos a Transição Interior. A partilha de alimentos e de trabalho foi uma excelente ideia que incorpora já a verdadeira prática de Transição.

Abraços grátis em Famalicão

Um grupo de alunos da Escola Secundária Camilo Castelo Branco distribuiu Abraços Grátis em Famalicão. Abraços Grátis (Free Hugs Campaign) é um movimento social em que pessoas oferecem abraços a estranhos em locais públicos. O objectivo é fazer com que as pessoas se sintam melhor e mais conectadas umas com as outras. A campanha começou em 2004 com o  australiano Juann Mann e tornou-se internacionalmente conhecida em 2006 através do do video da banda australiana Sick Puppies.  Em Vila nova de Famalicão, foi assim:

Em Fevereiro, na Escola:

Em Setembro, no Dia Mundial da Paz, na Feira:


E a reportagem da SIC:

sábado, 22 de outubro de 2011

Exemplo de integração - "Os 21 especiais"

Uma turma do 4º ano na EB1 São Cosme do Vale (Sede n.º 1) de Vila Nova de Famalicão, foi hoje notícia no primeiro jornal da SIC. No entanto, o trabalho que desenvolvem para a integração de 4 crianças mais especiais no seio de uma turma especial, já dura há 3 anos. O melhor é verem a notícia.

Os parabéns a todas as crianças da turma e aos educadores que tiveram a ideia e que a colocaram em prática. Um excelente exemplo de integração.



Mais notícias sobre o assunto em: RTP,  Visão, SIC, Sapo.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Introdução à Permacultura em Famalicão


Venha participar na construção de uma espiral de ervas em Vila Nova de Famalicão, e fique a conhecer a filosofia da Permacultura, numa actividade organizada pela iniciativa Famalicão em Transição em parceria com a Quercus, e que decorrerá no dia 6 de Novembro na Escola Secundária Camilo Castelo Branco.


PERMACULTURA significa “cultura permanente” e trata de planear habitats humanos sustentáveis. É uma filosofia e uma abordagem ao uso do solo que interliga clima, plantas, animais, solos, gestão da água e necessidades humanas em comunidades produtivas e eficientes.

Ricardo Marques, formado em Engenharia do Ambiente e Permacultura, irá conduzir esta a sessão de Introdução à Permacultura. Uma sessão que pretende interessar os vários participantes para esta abordagem explicando os princípios básicos sobre os quais ela se baseia e aplicando-os através da construção de uma espiral de ervas. Esta espiral ficará em permanência no local.

A espiral de ervas é uma peculiar construção tridimensional de terra que é basicamente uma floreira sofisticada para ervas aromáticas, ideal para ter junto a uma cozinha. Todas as ervas culinárias usuais podem ser plantadas numa espiral ascendente com 2 metros de diâmetro na base e 1 metro de altura. Esta estrutura fornece nichos com condições diferentes para várias plantas com exigências diferentes de luz, calor e humidade. A Espiral de Ervas é um elemento clássico da Permacultura pois interliga vários dos seus princípios.

Porque há muito para aprender e fazer em tão pouco tempo a sessão começará pontualmente às 14h30 pedindo-se aos participantes que não se atrasem. Venha preparado para mexer na terra. 

Preço: 9€ (incluí lanchinho e brochura)
Inscrição (obrigatória) - envie um e-mail para porto@quercus.pt ou ligue para 931 620 212

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Espiral de Ervas

Estamos a preparar um workshop / oficina de introdução à permacultura com a construção de uma espiral de ervas em Vila Nova de Famalicão. A data prevista é o dia 6 de Novembro, um Domingo à tarde.
O formador será Ricardo Marques, Eng. Ambiental e anterior dirigente do Núcleo do Porto da Quercus.

Em breve daremos notícias mais detalhadas, para já fiquem com o vídeo de uma oficina semelhante que ocorreu em Outubro do ano passado, na Maia, e em que participaram alguns elementos de Famalicão e de Paredes em Transição. Podem ver mais sobre a oficina aqui.